Formas de usar o flash embutido em emergências

Last modified date

Comments: 0

Não é atoa que o dispositivo do flash embutido é frequentemente questionado e por muitas vezes descartados. A ferramenta é praticamente uma estratégia de improviso nas ocasiões que você sentir a necessidade de usar em seu ensaio. 

Desta forma, se você for obrigado a ter que utilizar o flash da câmera, existem alguns pequenos ajustes que você pode fazer para amenizar o estrago da luz que virá, são eles: 

Rear Sync

Realize uma configuração no flash embutido como Rear Sync, esse aspecto faz com que a sua câmera pegue um pouco da luz que há no ambiente na hora que você efetuar o disparo do flash. 

Difusor (ou quase)

Como foi dito, tudo é uma questão de emergência e situações como essa exige que você saia da caixinha. Para amenizar a emissão da luz que será feita, é bom que você improvise um difusor. Algumas dicas simples é pegar algum pedaço de plástico ou qualquer coisa que possa segurar essa bomba de luz.

Intensidade do Flash

Você precisa diminuir a intensidade do flash de sua câmera. A grande maioria dos dispositivos possuem uma funcionalidade no menu que você consegue realizar esta configuração. 

Filtro

Uma dica boa é você buscar adicionar um filtro mais amarelado, como por exemplo o CTO de 1/4 sobre o filtro. Pode aparentar uma aparência mais quente e possivelmente mais confortável para o flash. 

Estes pontos são algumas dicas que você poderá fazer na hora que você ver que se enquadrou em uma situação de emergência. Mas, como o ditado já diz, o seguro morreu de velho. Então, neste momento de quarentena, tenta imaginar as inúmeras possíveis ciladas que você pode entrar enquanto executa o seu trabalho e vai treinando esses improvisos.

FLASH DA CÂMERA: NÃO CONTE COM ELE.

Como pode perceber, ao decorrer do texto, falamos que tudo não passa de uma improvisação quando tiver que usar esse dispositivo. Mas por que ele é tão questionado assim? Sim, existem algumas razões técnicas para você não utilizar. 

A face tem tem no flash é muito pequena, isso compromete totalmente o trabalho, pois sabemos que quanto menor for a fonte, mais estática será a luz emitida. 

A posição deste flash não é nada favorável. Ele fica acima da objetiva, isso limita bastante a qualidade e o ângulo de sua luz. 

“Corra, você será fotografado e sairá com olhos vermelhos”. Pois é, o uso do flash da câmera é praticamente garantido que este ato desastroso para quem trabalha na área da fotografia pode acontecer. 

Como se sabe, essa ferramenta é pouco flexível. Você não tem muito o controle sobre a luz emitida, o direcionamento, e como ela incidirá no seu cenário de trabalho.

Dito isso, concluímos que há razões cabíveis para que você corra desta ferramenta, né? Mas a vida é uma caixinha de surpresas, nunca sabemos o que pode acontecer efetivamente em eventos que você poderá pegar. De todo modo, já que existe esse dispositivo, por que não usá-lo a nosso favor quando necessário?

fstop

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post comment